Pular para o conteúdo principal

Estar em você


Sabe, meu lindo, não pretendo ser uma cavaleira do apocalipse. Não pretendo emitir frases definitivas, verdadeiras sentenças de morte e de frio, não vou dizer nunca mais ou até breve e também que estarei indefinidamente aqui. Posso ser atropelada amanhã e minhas promessas de espera ficam no vácuo. Não vou lhe pressionar e nem me intrometer em sua vida, quero apenas estar na sua vida, fazer parte de um suspiro qualquer ou ser o motivo para um sorriso, quero fazer parte dos seus planos, quero ser um tanto de você. Você, com esse sabor de ar e mar, cheiro de maresia e sentimentos profundos me derrete inteira e me faz sorrir, uma boba feliz. Mas acho que você tem seus motivos para fugir, não invente desculpas, no fundo você sabe que uma relação entre nós acarretaria mudanças profundas em nossas vidas. Que teríamos várias situações para lidar e que precisaríamos confiar e acreditar muito em nossos sentimentos para poder enfrentar o que nos espera. E sua caverna (por mais que não a veja assim, é a sua caverna) é o mofo conhecido, onde você se esconde, no fundo, somos dois covardes.

A diferença entre nós é que sei o que quero para mim e você ainda não ou não percebe. Quero fazer do meu coração morada para o seu, quero poder sair da minha macro caverna, quero ver o sol ao seu lado. Não, isso não é uma declaração de amor, mas é um pressentimento de quem sabe pode ser um dia, sou cautelosa. Mas você quer se distanciar, se distancie. Ou então resolveu descobrir outras praias, fazer o quê, você pode ser um louco e leviano. Mas meu coração não me engana, sei que estou ali dentro, por mais que você não aceite. Resolva suas pendências, mas não pense que lhe esperarei. Se prefere me ver em outros braços e que outro alguém tome posse de que pode ser seu, prossiga. Mas não se lamente, tenha consciência de que foi você quem escolheu me perder. Carregue esse peso sozinho, o peso da sua escolha, não me culpe sua situação, suas confusões, nada disso, culpe a você mesmo. Assim como não decida nada por causa de alguém, decida por você. Me quer? Venha, serei sua, mas seja meu. Não quer? Assuma que não sente nada por mim ou que é um tremendo covarde, mas assuma. Não aceito pedidos de perdão quando é tarde demais, não bata em minha porta daqui a um ano dizendo que não me esqueceu. Que finalmente se decidiu. 

Quando tudo que eu mais quero é estar em você, que é muito mais importante do que estar grudada em você, você se esconde em suas dúvidas, seus medos, sua covardia. Sim, estou lhe passando um pito, mas é com muito afeto, muito carinho. Não é uma acusação, nem uma cobrança, é uma constatação. Tenho um coração e um vôo no escuro para lhe oferecer, pode ser arriscado, mas será arriscado de qualquer maneira, qualquer escolha é um risco. Nem eu e nem você podemos prever o que acontecerá. Se não posso fazer nada, não farei. Mas não espere que aceite quieta um decisão que não concordo, totalmente unilateral e sem sequer um conversa franca, face to face, meu lindo. Deve ser praga de alguma louca mal-amada eu só me envolver com covarde. Ou algum bofe rejeitado, coleciono alguns, hehe. Mas você não quer conversar pessoalmente, sei disso. Engraçado, é tão Homem para situações mais complicadas, mas uma simples conversa lhe tira do eixo. Ou será que sou eu quem lhe faz perder o sono e o rumo? Você nem me xingar me xinga, acho que está brincando comigo. Pois bem, faça isso. Continue, brinque, se divirta. Mas não pense que lhe esperarei ou que irei ao seu encontro. Eu sigo em frente, caso queira me encontrar, vá rápido ao meu encalço. E não esqueça, não sou brinquedo, nem muleta.

Comentários

  1. Que beleza!!! Até parece que é a mulher maravilha de SM, para colecionar tantos bofes rejeitados. Alguns (muitos, suponho) acho que até foram, mas outros (muitos, também suponho) foram é libertados do tormento de lhe aturar, de conviver com a sua mediocridade. A verdade é que seu tempo já passou, você é o "resto dos outros", e põe resto nisso.Ficou só o bagaço. Mas vai pensando o contrário, que o problema são os outros, que você é linda, maravilhosa e quase tangencia a perfeição, que encanta os homens e eles ficam aos seus pés. Patética e utópica, como só você sabe ser. Que chato que o seu gaudério lindo te trocou por um corpinho bem melhor, o que não é difícil de se conseguir, já que o seu tá ...ah, deixa pra lá. Ele foi, na verdade, é previdente ao antever o desperdício de tempo que é conviver contigo. Homem de visão: usou e não gostou. Também, né? Marcadoria velha e estragada dá nisso. Mas não desanima, vá à luta em busca de um amor de verdade e de sua aposentadoria, pois a idade já bate à sua porta. Lamento pelo Frederiquinho, que vai ter que te aturar por muito tempo ainda. Pobrezinho! Que vida de cão...Hoje, compreendo porque ele sempre latia e rosnava pra ti. Os homens podem ser limitados na percepção, mas os animais enxergam longe e não se enganam. A sua realidade é a mais perfeita transcrição de uma lei universal: aqui se faz, aqui se paga!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada.

Postagens mais visitadas deste blog

Amor é merecimento

Um rompimento sempre dá espaço às reflexões sobre o fim, quando escolhemos cair fora gostando muito da pessoa, ou quando há mais dúvidas do que certezas. No meu caso já fui muito magoada e caí fora porque não mereci o tratamento que recebi, mas isso já foi superado e essa situação me levou a perceber o motivo de me sentir tão entristecida. Pode ser que não seja possível escolher por quem nosso coração vai vibrar, quem vai nos fazer leves e tal, mas sentimos os primeiros sinais. Eu senti, mas fui cega para não perceber e cair fora antes. 

Apesar de alguém até contrariar esse meu pensamento, aprendi que amor é merecimento. Não vou mais entregar meu coração assim, por alguém que não faça por merecer, alguém que não demonstre muita vontade de estar por perto e que se importe. Sou naturalmente esquiva e arisca, apesar de já ter mudado bastante, sempre tenho a tendência à fuga. Mas quando sentimentos, emoções estão envolvidos, dá uma embaralhada, eu sei. No entanto, mesmo que sinta a proximi…

No próximo ano, lambuze-se

Os votos dessas festas de final de ano são iguais e repetidos ad infinitum mundo afora pela sua família, vizinhos, amigos, desconhecidos, desconfio de que até os mortos os repetem em seus túmulos. Blábláblá sem emoção jogado ao vento e nos ouvidos incautos de quem foge dessa hipocrisia morna e irritante. Portanto, serei sincera: desejo que nesse próximo ano, você se lambuze. Fique com o rosto sujo e a alma respingada pelo lambuzo. Descasque uma manga e coma sem cortar em pedaços, sinta o suco escorrendo pela sua boca, as mãos meladas. Lambuze-se. Vá mais vezes à pracinha de brinquedos com seus filhos e se lambuze de areia, sujeira e amor. Abrace sua mãe e seu pai, faça mais brincadeiras irônicas com seus irmãos, evite a irritação com comentários alheios. Lambuze-se de tolerância. Sinta que você pertence a você, mas permita que alguém se lambuze de você. Permita que se lambuze com suas palavras, seus gestos, suas atitudes, seus olhos, seu corpo.
No próximo ano, lambuze-se de amor-própri…

Sobre todas e todos os dias

Quando é noticiado violência contra a mulher, como agressões ou estupros, sempre há pessoas (entre elas algumas mulheres) atacando a vida e hábitos da mulher. Por ser sensual ou não, pelas roupas, por ter filho, pelo comportamento, o que, francamente, mesmo que fosse uma senhora freira, religiosa e que usasse um hábito tapando seus pés também seria motivo para essa cultura do estupro tomar forma. Fosse eu, você ou alguma parente ou amiga sua seria igualmente horrível e asqueroso o ato criminoso que homens cometem todos os dias contra mulheres. Na maioria dos casos não são loucos ou doentes, apenas terrivelmente mal-intencionados. 
E qual a parcela de culpa da sociedade nisso tudo? Toda a culpa. Quando hiper-sexualizam a mulher, objetificam e põe uma mulher contra a outra, quando a aparência é julgada, quando o desrespeito é a regra e incentivado, mulheres são e serão estupradas e abusadas todos os dias. Quando o não de uma mulher for interpretado como charme ou falso desinteresse, enqu…