Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2013

Para quando você chegar

Desde nosso último encontro, recentemente, relembrei algumas cenas que vivemos e, sejamos sinceros, sempre muito loucas, divertidas e quentes, regadas a cerveja e conversa de alta qualidade. Percebi que nunca havia escrito para você, veja só. E merece, corpinho, como merece, ainda mais que é dono de um dos sorrisos mais charmosos e arrasadores que conheço. O único cara que me tirou de casa às duas ou três da manhã, lembra? Decidíamos que melhor do que ficar no virtual era partir para o real, dois doidos. E a nossa amiga e mega parceira junto. Ela nunca queria segurar vela, mas a gente arrastava conosco e você, sempre querido e educado, a deixava na porta de casa. Qualquer outro que me propusesse em altas horas encontrar com ele seria xingado até a quinta geração, mas com você parecia normal. Aliás, parecia óbvio que nos encontrássemos, essa falta de caretice que nos marca é deliciosa. É ótimo poder ser excêntrica e ter quem se encaixe nessa atitude.
Você sempre chega, sempre aparece do…

A vida por Nicholas Sparks

Ultimamente tenho assistido vários filmes baseados na obra de Nicholas Sparks. Provavelmente entendi porque faz tanto sucesso e eu gosto imensamente dessas histórias de amor sobre superação, erros e acertos e abandono de um amor por medo. Claro que descreve o poder edificante do amor e até curativo, mas o grande mérito do autor é descrever que o sentimento não é linear, aquele jogo fácil se conhecem, se querem e sacramentam a relação. Não funciona assim na vida real e é por isso que cada filme, cada livro me leva a um mundo interior onde preciso aprender a arriscar, mesmo que perca, mesmo que um pedaço meu se vá, mesmo que erre ou que eu não compreenda alguma atitude. Mesmo que o amor seja por alguns dias, como em Noites de Tormenta, mas foram dias que mudaram o casal de maneira irreversível. Descobriram juntos que o sentimento os transformou em alguém melhor e que a vida ganhou significados e afeto. A cena final, para quem assistiu, foi dolorosamente linda. Ouvir ao filho de Paul Fla…