Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Caos, dor e escolha

O mundo gira, tonteio, sigo firme. A visão embaça, fixo os olhos em um ponto, atravesso na faixa de segurança. Algo dói, analgésico e em frente. Na esquina espero os carros, atravesso, sigo. Mas em algum momento desses, em alguma rotina, você entrou, trouxe o caos e a luz. Dia e hora inexatos, o que vi foi certeiro. Você, como uma flecha, olhou firme em meus olhos e nada foi igual. Nem eu sou a mesma, se algo mudou em você, valeu a pena.
Em um tempo de imediatismo, a espera que se estabeleceu entre nós parece medieval. Nesses tempos de muita informação e pouca análise, essa lentidão de respostas poderia ser definida de muitas maneiras. No entanto, apenas nós definimos a situação. Outros observam e não compreendem, se até nossa percepção enlouquece, como exigir diferente? Você, a quem escolhi e gostaria de ser escolhida, você, por quem meus sentimentos são mais bonitos, mais fortes e mais intensos, mas que não quero mais em minha vida da maneira que tem sido. Por isso, escolhi deixar vo…