Pular para o conteúdo principal

Goste de alguém que seja fiel a si



"Não era para ser" é uma frase que as pessoas dizem umas as outras quando fracassam em suas tentativas amorosas, assim como "não daria certo". Quem disse esses absurdos tem uma síndrome horrível de derrotismo para o destino, para a vida e para consigo. Por isso, discordo, alguém não fez acontecer. Ponto. Você não fez acontecer, não permitiu que algo o tirasse de sua zona de conforto e o estimulasse, desafiasse. Você não fez acontecer. Simples assim. Você, acostumado a controlar tudo em si e ao redor, ou tentar, ao menos, se viu sem saber como agir e furou. Furou os balões imaginários dos diálogos, furou a bolha de afeto que poderia ter. Mesmo pensando que pode ser bom ou ótimo estar com aquela pessoa, foge, some ou rompe, sem motivos reais, apenas por medo, facilidade ou não saber o que quer. Você se traiu.

Sou uma pessoa fiel a si, aos seus sentimentos e valores. Inclusive, quando, mesmo tendo fortes inclinações afetivas por alguém, sinto que ele não é homem para mim ou está me colocando na reserva, sou fiel a isso e caio fora sem medo. Exatamente por esse compromisso que assumo comigo, é que caiu minha ficha de que devo deixar entrar em minha vida quem tenha o mesmo posicionamento. Que faça por merecer meus sentimentos por ser fiel e merecer os seus próprios. Complicado? Pense um pouco, quantas pessoas conheceu que disseram, nossa, ele (a) mexe comigo e vai atrás dessa emoção? As que conheço (e são muitas) mal sabem expôr suas opiniões, por insegurança ou medo do julgamento alheio, imagine se seguirão seus sentimentos e apostarão em algo que pode dar em nada, que pode dar tudo ou que pode ser surpreendentemente bom. Alguém que não use máscaras mesmo quando nú (posso usar uma e mais nada, se quiser) Após algumas reflexões, descobri que quero alguém que seja fiel a si, ao que sente, ao seu posicionamento na vida, se conheça. Alguém que não se prenda ao passado, que viva o presente e se permita conhecer melhor aquela pessoa que lhe desperta algo mais do que apenas tesão. Afinal, em um mundo onde as mulheres enviam fotos nuas para mais de um homem na tentativa de sexo, é de se esperar que as tentações sejam maiores do que a imagem de uma que lhe cause mais do que instintos. 

Goste de alguém (ou ame, o futuro é uma incógnita) que saiba o que quer, defenda seus pontos de vista (e tenha a humildade de aceitar revê-los, se perceber que estão travando sua vida ou amadurecimento), de alguém que viva seguindo um norte próprio, faça valer seus sentimentos, alguém que assuma um compromisso consigo e com a vida. Alguém que seja mais do que um corpo ou uma aparência, que seja essência. Alguém que não se contente com qualquer companhia, que prefira uma parceria real e sólida. Alguém que se permita, por saber que a vida é uma surpresa. Uma pessoa assim tem mais chances de compreender o outro e viver uma relação por inteiro e estar inteira do que outra.

Por isso, seja fiel a si e queira em sua vida quem faça o mesmo. Alguém que não sabe o que quer, certamente fará da convivência um campo minado, infelizmente, no qual nos acostumamos a viver. Pessoas seguras de si tem a qualidade de não surpreender negativamente o outro. As que não sabem o que desejam (muitas fingem saber, são um engodo) após um tempo, com a queda da imagem que tentava passar para conseguir sua atenção e sentimentos, revelam-se neuróticas e inseguras, muitas, travam até a vida profissional do outro. Enfim, queira alguém que o deseje por inteiro, que seja fiel ao que for que sente por você, que tenha opiniões próprias, que mesmo discordando de você, não faça disso uma guerra. Os seguros de si e que sabem o que querem são as apostas mais arriscadas, assustadoras e, tenha certeza, as mais acertadas. Afinal, quem é fiel a si, é fiel ao outro. E ponto final.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amor é merecimento

Um rompimento sempre dá espaço às reflexões sobre o fim, quando escolhemos cair fora gostando muito da pessoa, ou quando há mais dúvidas do que certezas. No meu caso já fui muito magoada e caí fora porque não mereci o tratamento que recebi, mas isso já foi superado e essa situação me levou a perceber o motivo de me sentir tão entristecida. Pode ser que não seja possível escolher por quem nosso coração vai vibrar, quem vai nos fazer leves e tal, mas sentimos os primeiros sinais. Eu senti, mas fui cega para não perceber e cair fora antes. 

Apesar de alguém até contrariar esse meu pensamento, aprendi que amor é merecimento. Não vou mais entregar meu coração assim, por alguém que não faça por merecer, alguém que não demonstre muita vontade de estar por perto e que se importe. Sou naturalmente esquiva e arisca, apesar de já ter mudado bastante, sempre tenho a tendência à fuga. Mas quando sentimentos, emoções estão envolvidos, dá uma embaralhada, eu sei. No entanto, mesmo que sinta a proximi…

Desse destino louco

Sabe, você foi e é uma surpresa em minha vida. Quando nos conhecemos, mal reparei em você, pensei até que fosse muito carente ou algo do tipo. Resolvi ser cordial e conversar por nem sei qual motivo. Entenda, minha atitude é, via de regra, cortar qualquer entusiamo masculino, sou eu quem decide, sou eu quem escolhe, nunca sou escolhida. Mas sabe-se lá qual força do universo me fez descer do pedestal e dialogar com você. Que noite louca. Relembro e vejo que foi um negócio meio nonsense e até absurdo, que tinha tudo para dar errado. Mas estamos aí, nos conhecendo (quem sabe reconhecendo) e vivendo essa sintonia que surgiu nem sei de onde. Você, um nerd dos sistemas binários, eu, uma geek poeta que vê beleza nas situações mais bestas. Que enxerga magia onde você nem imagina. E, olha só que inusitado, vejo magia em nós.
Tantos e tantos anos se passaram desde a última vez em que foi mágico encontrar alguém, quantas lágrimas, ressacas e o refúgio no meu orgulho tiveram que acontecer para que…

Um pouco a cada dia - reflexão sobre a ansiedade

Caminhamos, corremos, dirigimos, entramos no ônibus, no táxi. Atravessamos a rua, paramos no sinal. Entramos em casa, na aula, no trabalho. Comemos, trabalhamos, estudamos. Conversamos, rimos, brincamos. Frequentamos academias, barzinhos, cinemas, shoppings. Fingimos. Todos os dias fingimos estar bem. Todos os dias fingimos não sentir o peito apertado, o coração descompassado, a respiração difícil. É quando voltamos para casa ou entramos em nosso quarto que tudo desaba. A solidão, os problemas reais ou imaginários, a depressão, ansiedade, o medo, a falta de vontade de viver batem de soco nos pensamentos. Não, pessoas, não é falta de ter o que fazer, falta de deus no coração ou falta de sexo. É falta de paz, falta de amor, falta de compaixão, falta de propósito, falta de ânimo, falta de motivação.
Pode ser excesso, também. Uma alta sensibilidade, emoções intensas e profundas em um mundo raso e fútil causa uma comoção severa nas almas mais pensativas e observadoras, com alta percepção …