Pular para o conteúdo principal

A verdade sobre o seu futuro



Atire a primeira pedra quem nunca frequentou uma vidente, cartomante ou coisa que o valha. Quem nunca fez uma simpatia, feitiço ou qualquer outra atividade com conteúdo sobrenatural. Eu mesma já gastei meus trocos em algumas adivinhas, apenas uma, há muitos anos atrás, acertou mais de cinquenta por cento das previsões, mas alertou que se referia a um período de no máximo seis meses, hierofantes que previam um ano ou mais eram considerados charlatões, em sua opinião. Acredito que algumas pessoas tem a capacidade de entrar em alguma conexão com você e intuir suas atitudes passadas, suas escolhas, pensamentos e seus amores. E, menos pessoas ainda, realmente tem algum dom de prever o futuro, mas esses são honestos o suficiente para confirmar o que já sei: o futuro é mutante. 

Posso não atravessar a rua, seguindo reto na calçada e aquela pessoa que estava no outro lado da rua simplesmente continuará uma desconhecida que não oferecerá um emprego a você, quando lhe ajudar a pegar seus documentos caídos no chão. O pai de seus filhos estará na fila do banco e você desistirá de entrar nela por não ter tempo de esperar chegar a sua vez, a mulher que retribuirá seu amor está ali, mas você desiste de ficar com ela por ser a única ou uma das poucas que remexeu com seus sentimentos em toda a sua vida. Poderia citar inúmeras situações em que você desiste do seu futuro escrito e que exigirá algumas mudanças em sua vida, para continuar na sua zona de conforto. Exatamente por isso, desisti das vidências e estou realmente entrando em contato com o único que pode acertar sobre mim: meu coração.

Meu sistema de crenças tem a regra de que a natureza devolve o que damos a ela, nossos pensamentos e ações. Não me prende a signos, astros e guias, mas a mim e somente a mim e as conexões que crio durante minha vida. As escolhas que fazemos, mesmo inconscientemente, podem mudar a todo o tempo cada destino que poderíamos seguir. O preço que se paga por não escutarmos a voz do nosso coração é alto, por não prestar atenção nos sinais mínimos de que uma pessoa não é exatamente o que diz ser ou que é um poço de problemas onde você se afundará; de que devemos dar outros rumos à nossa vida, fazer outras escolhas profissionais, mudar o endereço residencial, viajar, priorizar outros prazeres do que os imediatistas, abandonar uma relação que nunca deveria ter começado ou que deveria ter sido apenas um casinho, pedir desculpas a alguém especial, rever conceitos, abandonar convicções, deixar alguém ficar em nosso coração (em vez de simplesmente desistir por não acontecer exatamente como queremos). O passado e o futuro são apenas ilusões, histórias que vivemos ou gostaríamos de viver, enquanto que a realidade é o hoje, o agora. É hoje que você deve amar, não importa se está preparado ou não, a verdade é que nunca estamos totalmente preparados.

Viver é uma aventura diária, se observarmos bem. Meu futuro é o hoje, amanhã é o resultado do que faço agora. Não há uma mágica pronta, a magia está na contemplação e observação da vida, da capacidade de aprender com os erros e acertos, abrindo o caminho para um futuro melhor. Acredito que a vida é uma teia sendo tecida pouco a pouco, com algumas conexões predestinadas, mas que, teimosamente, insistimos em não vivê-las. Nossa vida acontece no cotidiano, nas experiências mundanas ou nas extraordinárias, é aqui e agora que sentimos, experimentamos, vivemos. Essa teia invisível pode ser a libertação ou a prisão das nossas emoções, se vivemos apenas nela ou se nos aventuramos em outras teias, outros caminhos, outras descobertas. A emoção deve estar presente e não embotada.

Tenho algumas amigas que insistem em querer saber sobre o futuro e uma mãe de santo confirmou o que eu imagino: saber sobre o futuro é uma maneira de alterá-lo. Se há um destino ou não, uma indicação de caminho, não sei. Fiz um acordo comigo de não me deter em problemas, mas nas soluções, de não crer piamente em quem projeta em mim seu modo de ver o mundo ou que vê meu desejo e não os meandros do destino. Meu coração é meu melhor guia, desistir do meu orgulho vão é minha decisão mais acertada. Não sei do meu futuro, mas posso fazer do meu presente uma emoção diferente, deixar entrar sentimentos bons e realizar meus planos guardados há algum tempo. Viverei conscientemente o hoje, o agora. Meu coração é meu melhor conselheiro e o lugar onde, finalmente, posso encontrar quem sou e construir quem serei. Blessed be, amigos.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amor é merecimento

Um rompimento sempre dá espaço às reflexões sobre o fim, quando escolhemos cair fora gostando muito da pessoa, ou quando há mais dúvidas do que certezas. No meu caso já fui muito magoada e caí fora porque não mereci o tratamento que recebi, mas isso já foi superado e essa situação me levou a perceber o motivo de me sentir tão entristecida. Pode ser que não seja possível escolher por quem nosso coração vai vibrar, quem vai nos fazer leves e tal, mas sentimos os primeiros sinais. Eu senti, mas fui cega para não perceber e cair fora antes. 

Apesar de alguém até contrariar esse meu pensamento, aprendi que amor é merecimento. Não vou mais entregar meu coração assim, por alguém que não faça por merecer, alguém que não demonstre muita vontade de estar por perto e que se importe. Sou naturalmente esquiva e arisca, apesar de já ter mudado bastante, sempre tenho a tendência à fuga. Mas quando sentimentos, emoções estão envolvidos, dá uma embaralhada, eu sei. No entanto, mesmo que sinta a proximi…

Desse destino louco

Sabe, você foi e é uma surpresa em minha vida. Quando nos conhecemos, mal reparei em você, pensei até que fosse muito carente ou algo do tipo. Resolvi ser cordial e conversar por nem sei qual motivo. Entenda, minha atitude é, via de regra, cortar qualquer entusiamo masculino, sou eu quem decide, sou eu quem escolhe, nunca sou escolhida. Mas sabe-se lá qual força do universo me fez descer do pedestal e dialogar com você. Que noite louca. Relembro e vejo que foi um negócio meio nonsense e até absurdo, que tinha tudo para dar errado. Mas estamos aí, nos conhecendo (quem sabe reconhecendo) e vivendo essa sintonia que surgiu nem sei de onde. Você, um nerd dos sistemas binários, eu, uma geek poeta que vê beleza nas situações mais bestas. Que enxerga magia onde você nem imagina. E, olha só que inusitado, vejo magia em nós.
Tantos e tantos anos se passaram desde a última vez em que foi mágico encontrar alguém, quantas lágrimas, ressacas e o refúgio no meu orgulho tiveram que acontecer para que…

Um pouco a cada dia - reflexão sobre a ansiedade

Caminhamos, corremos, dirigimos, entramos no ônibus, no táxi. Atravessamos a rua, paramos no sinal. Entramos em casa, na aula, no trabalho. Comemos, trabalhamos, estudamos. Conversamos, rimos, brincamos. Frequentamos academias, barzinhos, cinemas, shoppings. Fingimos. Todos os dias fingimos estar bem. Todos os dias fingimos não sentir o peito apertado, o coração descompassado, a respiração difícil. É quando voltamos para casa ou entramos em nosso quarto que tudo desaba. A solidão, os problemas reais ou imaginários, a depressão, ansiedade, o medo, a falta de vontade de viver batem de soco nos pensamentos. Não, pessoas, não é falta de ter o que fazer, falta de deus no coração ou falta de sexo. É falta de paz, falta de amor, falta de compaixão, falta de propósito, falta de ânimo, falta de motivação.
Pode ser excesso, também. Uma alta sensibilidade, emoções intensas e profundas em um mundo raso e fútil causa uma comoção severa nas almas mais pensativas e observadoras, com alta percepção …