Pular para o conteúdo principal

A verdade sobre o seu futuro



Atire a primeira pedra quem nunca frequentou uma vidente, cartomante ou coisa que o valha. Quem nunca fez uma simpatia, feitiço ou qualquer outra atividade com conteúdo sobrenatural. Eu mesma já gastei meus trocos em algumas adivinhas, apenas uma, há muitos anos atrás, acertou mais de cinquenta por cento das previsões, mas alertou que se referia a um período de no máximo seis meses, hierofantes que previam um ano ou mais eram considerados charlatões, em sua opinião. Acredito que algumas pessoas tem a capacidade de entrar em alguma conexão com você e intuir suas atitudes passadas, suas escolhas, pensamentos e seus amores. E, menos pessoas ainda, realmente tem algum dom de prever o futuro, mas esses são honestos o suficiente para confirmar o que já sei: o futuro é mutante. 

Posso não atravessar a rua, seguindo reto na calçada e aquela pessoa que estava no outro lado da rua simplesmente continuará uma desconhecida que não oferecerá um emprego a você, quando lhe ajudar a pegar seus documentos caídos no chão. O pai de seus filhos estará na fila do banco e você desistirá de entrar nela por não ter tempo de esperar chegar a sua vez, a mulher que retribuirá seu amor está ali, mas você desiste de ficar com ela por ser a única ou uma das poucas que remexeu com seus sentimentos em toda a sua vida. Poderia citar inúmeras situações em que você desiste do seu futuro escrito e que exigirá algumas mudanças em sua vida, para continuar na sua zona de conforto. Exatamente por isso, desisti das vidências e estou realmente entrando em contato com o único que pode acertar sobre mim: meu coração.

Meu sistema de crenças tem a regra de que a natureza devolve o que damos a ela, nossos pensamentos e ações. Não me prende a signos, astros e guias, mas a mim e somente a mim e as conexões que crio durante minha vida. As escolhas que fazemos, mesmo inconscientemente, podem mudar a todo o tempo cada destino que poderíamos seguir. O preço que se paga por não escutarmos a voz do nosso coração é alto, por não prestar atenção nos sinais mínimos de que uma pessoa não é exatamente o que diz ser ou que é um poço de problemas onde você se afundará; de que devemos dar outros rumos à nossa vida, fazer outras escolhas profissionais, mudar o endereço residencial, viajar, priorizar outros prazeres do que os imediatistas, abandonar uma relação que nunca deveria ter começado ou que deveria ter sido apenas um casinho, pedir desculpas a alguém especial, rever conceitos, abandonar convicções, deixar alguém ficar em nosso coração (em vez de simplesmente desistir por não acontecer exatamente como queremos). O passado e o futuro são apenas ilusões, histórias que vivemos ou gostaríamos de viver, enquanto que a realidade é o hoje, o agora. É hoje que você deve amar, não importa se está preparado ou não, a verdade é que nunca estamos totalmente preparados.

Viver é uma aventura diária, se observarmos bem. Meu futuro é o hoje, amanhã é o resultado do que faço agora. Não há uma mágica pronta, a magia está na contemplação e observação da vida, da capacidade de aprender com os erros e acertos, abrindo o caminho para um futuro melhor. Acredito que a vida é uma teia sendo tecida pouco a pouco, com algumas conexões predestinadas, mas que, teimosamente, insistimos em não vivê-las. Nossa vida acontece no cotidiano, nas experiências mundanas ou nas extraordinárias, é aqui e agora que sentimos, experimentamos, vivemos. Essa teia invisível pode ser a libertação ou a prisão das nossas emoções, se vivemos apenas nela ou se nos aventuramos em outras teias, outros caminhos, outras descobertas. A emoção deve estar presente e não embotada.

Tenho algumas amigas que insistem em querer saber sobre o futuro e uma mãe de santo confirmou o que eu imagino: saber sobre o futuro é uma maneira de alterá-lo. Se há um destino ou não, uma indicação de caminho, não sei. Fiz um acordo comigo de não me deter em problemas, mas nas soluções, de não crer piamente em quem projeta em mim seu modo de ver o mundo ou que vê meu desejo e não os meandros do destino. Meu coração é meu melhor guia, desistir do meu orgulho vão é minha decisão mais acertada. Não sei do meu futuro, mas posso fazer do meu presente uma emoção diferente, deixar entrar sentimentos bons e realizar meus planos guardados há algum tempo. Viverei conscientemente o hoje, o agora. Meu coração é meu melhor conselheiro e o lugar onde, finalmente, posso encontrar quem sou e construir quem serei. Blessed be, amigos.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amor é merecimento

Um rompimento sempre dá espaço às reflexões sobre o fim, quando escolhemos cair fora gostando muito da pessoa, ou quando há mais dúvidas do que certezas. No meu caso já fui muito magoada e caí fora porque não mereci o tratamento que recebi, mas isso já foi superado e essa situação me levou a perceber o motivo de me sentir tão entristecida. Pode ser que não seja possível escolher por quem nosso coração vai vibrar, quem vai nos fazer leves e tal, mas sentimos os primeiros sinais. Eu senti, mas fui cega para não perceber e cair fora antes. 

Apesar de alguém até contrariar esse meu pensamento, aprendi que amor é merecimento. Não vou mais entregar meu coração assim, por alguém que não faça por merecer, alguém que não demonstre muita vontade de estar por perto e que se importe. Sou naturalmente esquiva e arisca, apesar de já ter mudado bastante, sempre tenho a tendência à fuga. Mas quando sentimentos, emoções estão envolvidos, dá uma embaralhada, eu sei. No entanto, mesmo que sinta a proximi…

No próximo ano, lambuze-se

Os votos dessas festas de final de ano são iguais e repetidos ad infinitum mundo afora pela sua família, vizinhos, amigos, desconhecidos, desconfio de que até os mortos os repetem em seus túmulos. Blábláblá sem emoção jogado ao vento e nos ouvidos incautos de quem foge dessa hipocrisia morna e irritante. Portanto, serei sincera: desejo que nesse próximo ano, você se lambuze. Fique com o rosto sujo e a alma respingada pelo lambuzo. Descasque uma manga e coma sem cortar em pedaços, sinta o suco escorrendo pela sua boca, as mãos meladas. Lambuze-se. Vá mais vezes à pracinha de brinquedos com seus filhos e se lambuze de areia, sujeira e amor. Abrace sua mãe e seu pai, faça mais brincadeiras irônicas com seus irmãos, evite a irritação com comentários alheios. Lambuze-se de tolerância. Sinta que você pertence a você, mas permita que alguém se lambuze de você. Permita que se lambuze com suas palavras, seus gestos, suas atitudes, seus olhos, seu corpo.
No próximo ano, lambuze-se de amor-própri…

Sobre todas e todos os dias

Quando é noticiado violência contra a mulher, como agressões ou estupros, sempre há pessoas (entre elas algumas mulheres) atacando a vida e hábitos da mulher. Por ser sensual ou não, pelas roupas, por ter filho, pelo comportamento, o que, francamente, mesmo que fosse uma senhora freira, religiosa e que usasse um hábito tapando seus pés também seria motivo para essa cultura do estupro tomar forma. Fosse eu, você ou alguma parente ou amiga sua seria igualmente horrível e asqueroso o ato criminoso que homens cometem todos os dias contra mulheres. Na maioria dos casos não são loucos ou doentes, apenas terrivelmente mal-intencionados. 
E qual a parcela de culpa da sociedade nisso tudo? Toda a culpa. Quando hiper-sexualizam a mulher, objetificam e põe uma mulher contra a outra, quando a aparência é julgada, quando o desrespeito é a regra e incentivado, mulheres são e serão estupradas e abusadas todos os dias. Quando o não de uma mulher for interpretado como charme ou falso desinteresse, enqu…